Aforismos

Outubro de 2012

Resposta a um comentário sobre o

video Transplantes de Orgãos

A senhora K. C. enviou o seguinte comentário sobre o vídeo "A doação de orgãos":

"Luciana de onde você tirou a ideia que há aqui no BRASIL um movimento espírita para banir a reencarnação, obsessão e comunicação dos espíritos? Veja vídeo em 30 min.
Luciana como você pode afirmar que até hoje Judas festeja a miséria que fez com a morte de Jesus? 37:00
Luciana por que você faz critica aos colegas de outra religião que cobra dízimo, você é cristã?39:30"

Resposta:

Existe no Brasil pessoas que falam sobre Espiritismo com conhecimento de causa e outros de forma leviana. A divulgação leviana do Espiritismo está associada a negação da reencarnação quando atribuem que um espírito alcançou a condição de Espírito Superior sem reencarnar novamente, a negação da obsessão quando não divulgam este fenômeno ou atribuem como problema do cérebro ( distúrbio psicológico), negam a comunicação dos espíritos quando atribuem a existência de seres incriados.
O que ocorre quando um parente passa pelo fenômeno da morte de forma violenta? As pessoas observam um assassinato de forma repugnante e se recusam a reproduzir ou representar um ato insano, mas com Jesus fazem diferente. Abandonam o essencial ( a doutrina filosófica, científica com consequências morais) para se apegarem a reprodução da insanidade. O leitor já pensou como agem os espíritos assassinos e não arrependidos quando contam as misérias que praticaram? Riem, fazem banquetes e até encenam a miséria praticada. O ideal não é reproduzir as atitudes dos perversos, mas lutar para se alegrar pelos atos de bondade.
Deus não é capitalista. A importância do dinheiro nas diversas doutrinas religiosas contribui para o aumento da incredulidade nos países onde a busca do esclarecimento é cultural. É vergonhoso ver uma instituição religiosa colocar na entrada a frase " Sejam mais dizimistas"! É esta importância fundamental do dinheiro que contribui para o enriquecimento ilícito de certos religiosos. Seria melhor substituir a frase "Sejam mais dizimistas" pelas seguintes:

1. Sejam mais caridosos;
2. Não sejam corruptos,
3. Ninguém ama a Deus prejudicando a seu próximo;
4. Ninguém ama a Deus quando decide não lutar pelo desenvolvimento das próprias faculdades, inclusive a razão, o senso de análise e de pesquisa, o intelecto e o senso moral,
5. Nenhum conhecimento é bem utilizado quando serve de instrumento para o desrespeito do próximo.

Sem dúvida com estas frases as fórmulas religiosas e as práticas exteriores deixariam de ter grande importância, pois a verdadeira doutrina de Jesus seria mais valorizada e não veriamos as guerras religiosas e a busca do poder para oprimir os hereges.
A espiritualidade resolve tudo? O mundo espiritual é considerado muitas vezes como um mundo místico, cheio de babás para resolver os problemas da humanidade prestes a deixar os espíritos encarnados e desencarnados completamente irresponsáveis. A interpretação mística do mundo espiritual recebeu o nome de espiritualidade por espíritos estacionários apegados as ideias religiosas que os abandou no túmulo sem noções consistentes sobre o que iriam encontrar. A espiritualidade não é um conceito espírita, pois o Espiritismo afirma que o mundo espiritual é regido por leis e cada espírito sobre as consequências das atitudes que praticou independente do local que esteja e sem circulos viciosos.
O amor não contraria leis. Os defensores da doutrina da espiritualidade atribuem que o amor contraria leis físicas, morais e espirituais. Se o amor contraria leis físicas por que uma mãe que recusa comer para dar o pouco pão que conseguiu sofre os efeitos da fome? Por que uma pessoa que por amor se expõe a uma situação de perigo que dilacera o corpo sente todos os efeitos da dor decorrente deste fato? Será que a espiritualidade não viu isto ou não tinha recursos para tirar o sofrimento dessas pessoas? !!! Quando uma pessoa é doador em um transplante de orgãos as moléculas do perispírito do doador e as moléculas do corpo não estão separadas, logo não existe amor nenhum nem espiritualidade para impedir que tudo o que acontece no corpo chegue a repercutir sobre o espírito, pois ele sofre todas as sensações decorrentes de uma morte violenta. É necessário também levar em consideração na análise sobre o transpalante de orgãos o fato de que um ato de sacrifício não corrige a multidão de erros que um espírito praticou ( seja no mundo espiritual ou no mundo material), logo nenhum doador se tornará espírto superior pelo fato de doar orgãos.
O que pode contribuir para que o espírito que sofreu uma morte violenta fique sofrendo menor tempo os efeitos deste tipo de morte? A Doutrina Espírita e a experimentação demonstram que é o conjunto de progresso que o espírito conquistou, principalmente o progresso moral e intelectual, mesmo assim o espírito sofre.

Estudamos o Espiritismo porque estudamos obras publicadas por Kardec. Reconhecemos o grande valor moral e intelectual dos livros da codificação porque a experimentação comprova a cada momento que as obras da codificação tem fundamentação científica. Aconselhamos a consulta das seguintes fontes de pesquisas:

A doação de orgãos : (palestra de Luciana S. Ribeiro) para verificar quais foram as palavras que ela falou e qual o sentido de cada uma delas

Monografia de Carlos Bernardo Loureiro sobre os Transplantes de Orgãos

Cartilha do Espiritismo

Os livros contidos em Dolownload

KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. Tradução de Guillon Ribeiro. Rio de Janeiro: FEB, 257, 702- 765, 873- 890, 920-957, 943-957.

KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo. Tradução de Guillon Ribeiro. Rio de Janeiro: FEB, Introdução.

KARDEC, Allan. O céu e o inferno. Tradução de Manuel Justiniano Quintão. Rio de Janeiro: FEB, segunda parte, cap. I.

Idem, segunda parte, cap. VIII, Letil.

Aproveite a ocasião para assistir a palestra de Carlos Bernardo Loureiro que se refere a situação do Espiritismo no Brasil

 

Outubro de 2012

 

"O tratamento da obsessão é encarado, por alguns adeptos do Movimento Espirita, com muita cautela e cercado, também, por muitos tabus. Os céticos, que nada conhecem da problemática, fecham-se na intansigência e preferem ignorar o benefício que as práticas espíritas desobsessivas podem fazer pela humanidade.

Está provado que nos campos social e profissional, o Espiritismo já reintegrou milhares de indivíduos que se viram, em alguma época de suas vidas, sob o guante de entidades trevosas do mundo invisível além da vantagem de não acarretar quaisquer ônus financeiros para eles e sua famílias.

Os problemas que se avolumam, cada vez mais, sobre a vida no Planeta, têm contribuído para a incidência, cada vez maior, de casos de obsessão individual ou coletiva."

Lúcia Loureiro

LOUREIRO, Carlos Bernardo. A obsessão e seus mistérios. Bahia: Telma Editora, Prefácio, 4° edição, pag. 11.

 

<< Início < Anterior 5 4 3 2 1 Próximo > Fim >>

Página 4 de 5